I

QUEBRA POTE

 

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

Brincadeira também conhecida como “Cabra cega”, foi bastante praticada até a década de 1960 por crianças e adolescentes da cidade, sempre nas bonitas noites de luar do sertão.

Pendurava-se um pequeno pote de barro com alguns prêmios em seu interior, principalmente  dinheiro, para aquele que conseguisse quebrá-lo com um porrete, porém, de olhos vendados (daí também o nome “cabra cega), e o pretendente ainda era “rodado” várias vezes  para perder o senso de direção e colocado a uma boa distância do alvo.

Não se sabe se por preconceito, ou porque não simpatizavam com a brincadeira, as meninas nunca participavam da brincadeira.

 

 

 

 



 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com