I

LACERDINHAS

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

  
 

 

 

 

 

                                                                                                

Até a década de 50, todas as árvores de ornamentação das ruas da cidade eram exemplares de  “FICUS”, que, além de bonitas, também proporcionavam grandes sombras e dependiam de pouco trabalho para sua manutenção.

 Porém, inesperadamente, foram tomadas de pragas formadas por minúsculos  insetos tisanópteros da família dos fleotrípideos, popularmente chamados de lacerdinhas, que praticamente as dizimaram. E, mesmo algumas que conseguiram resistir a ação predatória de tais insetos, tiveram que ser arrancadas porque também causavam problemas para a população local causando forte irritação nos olhos das pessoas  quando atacadas, principalmente ao passar por perto das árvores  usando trajes preto ou amarelo.

 As explicações das autoridades para a tal praga era de que os insetos de origem asiática chegaram ao país pegando carona  de navios mercantes, em mudas de outras plantas importadas, e se alastraram por todo o país.

 Quanto ao apelido de “lacerdinhas”, foi porque a primeira cidade a ser atacada foi o Rio de Janeiro quando o politico Carlos Lacerda era governador, e também o primeiro a dar combate aos irritantes insetos.

 

 

 

 

 

                                                                                                

                                                                                             

 

                                                                                                    

 

 

 

 

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com