O Ladrão e o Vendedor de Galinhas

Valmir Simões

 

 

O trem chamado de “Arecadação” partia de Salvador e ia até Juazeiro retornando depois. Ao passar por Itiúba, já com destino a Salvador, ali eram embarcadas muitas mercadorias para a feira de Água de Meninos, hoje mais conhecida como Feira de São Joaquim, local de comércio popular, sendo mais frequentado por pessoas de menor poder aquisitivo.


Entre os vários comerciantes que embarcavam naquele trem, encontrava-se um senhor de certa idade, em torno dos seus 50 anos, mulato, forte, dotado de pouca leitura, mas com grande inteligência para negócios. Levava para vender em Salvador, galinhas, ovos de quintal, umbu, cestas de palha e pombo branco para despacho (tipo de mercadoria que tinha uma preferência toda especial na feira e era vendida sob encomenda).

Em uma destas viagens aconteceu o pior. Após as vendas o comerciante achou de ficar ali junto ao Edifício da Petrobrás, em um canto, contando o dinheiro proveniente das vendas. Subitamente um gatuno arrebatou toda a grana que estava em sua mão e saiu correndo entre os carros em movimento, com bastante destreza, sumindo adiante. O Sérgio (este era o nome do comerciante) conversou com algumas pessoas relatando o ocorrido e foi levado à Delegacia de Furtos e Roubos. Chegando lá relatou o caso ao delegado que mostrou um álbum lotado de fotografias de ladrões de frente e de perfil. Depois de passar horas olhando todas as fotos o Sérgio disse:

– É seu Delegado, procurei ver se eu descobria a cara dele, mas quando ele me roubou e correu eu só o vi pelas costas.

O Delegado ficou furioso e disse:

– Se você só o viu pelas costas, porque me deu o trabalho de mostrar o álbum dos meliantes? Já vi que você é burro mesmo!

O coitado do Sérgio ficou no prejuízo e ainda foi chamado de burro.

 

IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS ENGRAÇADAS

IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

Veja a próxima crônica

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com