A A r

Faroeste em Quadrinhos

Valmir Simões

 

Ah! Quanta saudade! Muitas lembranças! Tempos que não voltam mais.

Na entrada do nosso Cine-Itiúba, junto daquela imensa porta de ferro, ficava a garotada vendendo ou trocando revistas de faroeste em quadrinhos, com ou sem capa, não importava a capa e sim o conteúdo. Era a diversão dos jovens, pois só tinhamos o cinema ou a leitura dessas revistas com seus protagonistas: O Rei da Polícia Montada, o Zorro, Flecha Dourada, Bufalo Bill, Roy Rogers, Hopalong Cassidy, Bill Ellioti, Rocky Lanne, Durango Kid, Tom Mix, Rex Alen, etc. Os nossos pais sempre soltavam uma grana para a compra dessas revistas e alguns até se interessavam em lê-las. O Faroeste, naquele tempo, fazia muito sucesso, tanto nas telas como nas revistas. Filme de faroeste era casa cheia na certa. Tínhamos, também, os seriados no cinema. Quem foi daquele tempo lembra do famoso seriado “A Garra de Ferro” e de muitos outros que por lá foram exibidos. O seriado sempre trazia uma surpresa para ser desvendada na próxima sessão. A Revista em Quadrinhos foi depois chamada de Gibi e assim permaneceu. O Mandrake foi uma das revistas que também fizeram grande sucesso, principalmente quando passou a ser impressa a cores.

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE GERAL
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com