A CASA DE FOGOS

Fernando Pinto de Carvalho

A única casa de fogos da cidade era uma padaria. O Sr. João de Castro vendia pães e fogos ao mesmo tempo. Os fornos ficavam lá nos fundos mas mesmo assim o perigo era grande.

Aliás, segurança era coisa que não existia. Os fogos ficavam expostos nas prateleiras sem nenhuma proteção. Estou observando isso agora porque naquele tempo ninguém ligava prá isso não.

O Sr. João de Castro atendia todo mundo sempre assobiando a mesma música, sem preocupar-se com nada. E nada aconteceu durante os mais de 20 anos que ele comercializou pães e fogos ao mesmo tempo.

Fogos Caramuru, Fogos Adrianino, bombas-de-bater, chuvinhas, traques, rojões, chuva-de-prata... tinha tudo lá...

IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com