A A r

Festinhas ao som de discos de vinil

Hugo Pinto de Carvalho

 

 
Na Itiúba do meu tempo, como era difícil conseguir dinheiro para as festas, os rapazes (eu inclusive) e as moças, criaram a ASSOCIAÇÃO JUVENTUDE ITIUBENSE que, entre outras atividades, servia para promover festinhas dançantes em casas de familias tradicionais da cidade.

 

Uma turma se encarregava da mais dificil tarefa de conseguir a permissão das donas de casas para a realização das festas nas suas residências. Outra era encarregada de conseguir os discos, aqueles bolachões de vinil, aliás, a tarefa mais fácil, pois era só pedir à Rádio Cultural. E a terceira turma era encarregada de conseguir o rádio com o tocador de discos, o que não era fácil, considerando que existiam apenas uns três ou quatro na cidade.

 

E assim, tudo arranjado, a rapaziada e a moçada tinham suas festinhas o ano inteiro. È bem verdade que o som não ajudava muito, mas quem estava ligando para som?

 

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com