A A r

As Paneleiras da Tapera

Valmir Simões

 

 

 

 

 

 

A região da Tapera sempre se destacou na fabricação de utensílios de barro, principalmente panelas, potes, frigideiras,aribés, moringas, etc. Aos sábados, logo ao iniciar a feira livre, lá estavam elas, as paneleiras, arrumando os produtos do seu artesanato que eram forrados com samambaia de macaco para evitar trincarem ou racharem na viagem que não era tão longa, mas, a carga era muito frágil. Esteiras forravam o piso de paralelepípedos onde as paneleiras exibiam os produtos de suas criações. Nada melhor do que um feijãozinho feito em uma panela de barro no fogão a lenha. Naquele tempo ninguém sabia o que era fogão a gás. Vendedores de lenha ofereciam nas portas as cargas de lenha de angico (a mais procurada) que era colocada no quintal da casa em local protegido da chuva. Não existia IBAMA para proibir a devastação da caatinga para alimentar os fogões das casas e os fornos das padarias. A lenha também servia como fonte de calor para queimar o barro do artesanato que era fonte de renda para as mulheres daquela região.

 

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com