A VOLTA DO "COCA"

Fernando Pinto de Carvalho

O Coca foi "tentar" a sorte em São Paulo como tantos rapazes da cidade fizeram naquela época.

Depois de alguns anos ele escreveu para os seus pais, dizendo que estava retornando, juntamente com a irmã que também morava lá. Disse o dia que chegaria e pediu para esperá-los na estação ferroviária porque traziam muitas novidades.

O inesperado porém aconteceu. No dia da chegada deles, os seus pais receberam um telegrama da filha dizendo que o Coca havia morrido na viagem e que a esperassem na estação.

O desespero e a tristeza tomaram conta da família que se deslocou "em peso" para a estação ferroviária.

Quando o trem parou a surpresa foi geral. O primeiro passageiro que desceu foi o Coca bem vivo e sorridente. Depois que a tristeza transformou-se em alegria, ficou-se sabendo que o próprio Coca havia passado o telegrama em nome da irmã. Indagado porque havia feito tal loucura, que poderia até matar os seus velhos pais do coração, ele disse que havia passado mais de 5 anos em São Paulo e estava voltando sem um "tostão" no bolso e que por isso ele não passava de um homem morto.

 

IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS ENGRAÇADAS

IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Veja a próxima crônica

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com