A A r

Carpinteiros e Marceneiros

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

 

Foram muitos os profissionais que exerceram esta arte em Itiúba, numa época em que a indústria de móveis ainda não havia chegado ao município.

A diferença entre os dois profissionais é que os carpinteiros eram aqueles do trabalho mais pesado como cortar as árvores, transportar as toras e transformar sua madeira em peças para telhados e principalmente em tábuas, enquanto os marceneiros eram os que faziam móveis, portas, janelas, tacos para assoalhos e demais artigos de madeira, inclusive caixões de defuntos.

O principal carpinteiro da cidade foi o Sr. Acelino Ribeiro, que derrubava as árvores a golpe de machado e serrava os troncos com um vistoso serrotão de dois metros que para utiliza-lo era necessária  a ajuda de outra pessoa.

Já os marceneiros foram os senhores Nenem - pai do Danduzinho, Inocêncio Barbosa - que também exercia a profissão de cabeleireiro,   Augusto Carneiro, Manoel Carvalho - meu avô - e o mestre Florêncio que fez os bonitos forros das salas e o piso de tacos de duas cores da Prefeitura municipal existentes até hoje.

                                                                  

 

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com