A A r

Caiporas

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

Ente fantástico do folclore tupi-guarani, que costuma andar montado em um porco, tomando várias formas em cada região do país, para proteger a fauna e a flora, também andou vigiando as matas de Itiúba.

Contavam os mais velhos que os caçadores e os madeireiros desprevenidos, eram sempre envolvidos pela criatura, deixando-os desorientados vagando sem rumo pela mata, sem acertar o caminho de volta para casa por vários dias.

Falavam, também, que para neutralizar seus poderes, todo caçador ou qualqer pessoa que adentrasse à mata, tinha que carregar um pedaço de fumo-de-corda e deixá-lo  na primeira encruzilhada em que passasse, pois assim a referida criatura iria pegá-lo e, enquanto estivesse fazendo e pitando o seu predileto cigarro, não incomodaria ninguém.

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com