A A r

Cachorro-Pelado

Valmir Simões

 

 

 

 

 

 

Nome estranho, mas muito conhecido de todos nós Itiubenses. Trata-se de uma perigosa cerca viva, muito usada em divisões de roças, quintais, mesmo entrelaçadas entre estacas e arame farpado, chegando ao ponto de não permitir até a passagem de pequeninos animais. O maior problema é um látex que desprende de seus galhos quando partidos, que provoca irritação na pele e na visão. Eu conheci alguém que já saltou muro de adobão, lá no Calumbi, para afanar galinha para seresta, não respeitando nem a cerca do tal cachorro-pelado

 







 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com