A A r

O Oratório Doméstico

Valmir Simões

 

 

 

 

 

Antigamente era muito comum nas residências, ter um cantinho destinado às orações Isso acontecia principalmente nas residências daquelas pessoas que professavam a religião católica.

Geralmente era uma caixa de madeira envernizada, tendo na frente uma porta com visor em vidro, uma cruz na parte superior, lá dentro eram acondicionados os santos de devoção. Era conhecido também como nichos. São Cosme, Santo Antônio, Nossa Senhora da Conceição, eram os santos que mais marcavam presença nos lares. Nos dias a eles dedicados eram feitas novenas que eram acompanhadas por diversos vizinhos. O Oratório, na verdade, representava um símbolo religioso no lar. Lá próximo à estação existia uma senhora de tradicional família local que possuía uma imensa imagem de Nossa Senhora que não cabia no nicho e, por isso, ficava à parte, mas eram feitas muitas orações e, às vezes, algumas pessoas até afirmavam ter alcançado graças e não tenho como duvidar. A fé remove montanhas.


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com