A A r

O Vinho de Maçã

Valmir Simões

 

 

 

 

 

O Vinho de Maça era sempre engarrafado em vasilhame de cor escura e isso era um dos segredos da conservação do produto. A receita era guardada a sete chaves, sob a responsabilidade do saudoso Sr. Manuel Raimundo, pessoa muito agradável, muito amiga de meu pai. Esse produto ocupava várias prateleiras lá da venda. O Foco trazia no carrinho de mão vários sacos, com as garrafas protegidas por “capaviras” um tipo de embalagem feita e costurada com junco e que era muito usada na época.

Todos nós sabemos que Itiúba nunca produziu maçã, apesar do Sr. Burguinho alimentar essa esperança, conforme o conto “Cultivo de Maçã” de Fernando P. Carvalho, aqui publicado. O Vinho de Maçã vendia que nem farinha, mas tinha algumas pessoas que só faltavam morrer de dor de cabeça, pois na verdade, segundo informações da época, era produzido usando essência de maçã. Tinha gente que, de posse de uma garrafa, com pouco tempo só deixava sobrar o casco.

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com