A A r

As Cercas de Pedras

Valmir Simões

 

 

 

 

 

 

Quando eu era menino ficava admirado e me perguntando onde conseguiam tantas pedras para fazerem cercas. além do mais, as pedras eram muito bem empilhadas umas sobre as outras, apesar de terem tamanhos e formas diferentes.

As mais antigas fazendas da região sempre tiveram cercas de pedra, por sinal matéria prima abundante. Uma das mais conhecidas é aquela que margeia a estrada de ferro, ao lado da antiga Fazenda do Estado. Muitas vezes me dirigindo à Fazenda Capoeira, observava ali um bom esconderijo de cobras, preás, ratos cabudos, calangos e lagartixas, servindo de uma boa mira aos amantes do badogue. Algum tempo atrás li numa reportagem que os antigos fazendeiros do Brasil, usavam a força escrava para dividir suas fazendas com cercas de pedras. Esses senhores sempre se valiam deste recurso. Tinham madeiras para estaca, no entanto, não existia o arame farpado. A durabilidade das cercas feitas com pedras era infinita, como prova quantas ainda estão de pé nas antigas fazendas de nossa região.

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com