A A r

O Refresco de Limão

Valmir Simões

 

 

 

 

 

Quem não se lembra do saboroso refresco de limão servido lá no antigo Bar Central do Carlos Pires? Vários litros do tal refresco eram arrumados em posição vertical. Toda vez que o amigo Orlando “Gordo” ia servi-lo ao freguês, sempre sacudia bem o litro para que o sabor do limão ficasse mais acentuado. Em matéria de refresco o de limão era o carro-chefe e aquela velha geladeira de madeira e visores de vidros ficava lotada, e, quando servido, de tão gelado doía os dentes. Certas pessoas bebiam um ou dois copos e ainda pediam: - Orlando bota um agrado! O Orlando sorria e quase sempre colocava um dedinho a mais no copo para satisfazer o cliente.

 

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com