A A r

Os Manuês da Vovó Idalina

Valmir Simões

 

 

 

 

 

Aquelas pessoas mais antigas da nossa Itiúba conheceram, provaram e aprovaram. Por muitas vezes ele fazia parte do café da manhã. Em muitas cidades da nossa região é conhecido por dois nomes: manuê e “engana-fome”.

Aquela velhinha, baixinha, franzina, de cor morena, era uma quituteira de mão cheia, suas especialidades: as cocadinhas de ouricuri e os famosos manuês. Várias latas de sardinhas vazias eram untadas com banha de porco e um grosso mingau de milho era colocado nas latinhas que eram arrumadas em uma enorme assadeira que ia para um forno de barro para assar. A sua vendinha ficava lá na mesma rua do comércio do Zé Domingos (Leitinho). Era uma pequena vendinha onde o maior movimento acontecia aos sábados, quando era servido um saboroso café feito em buião de barro, acompanhado com os saborosos manuês.

 

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com