A A r

Presépios de Natal

Valmir Simões

 

 

 

 

 

Presépios e lapinhas, dois nomes um só significado. Na nossa querida cidade era muito comum as residências se enfeitarem de todas as maneiras com símbolos natalinos e os presépios e lapinhas tinham um destaque todo especial, visto que algumas casas tinham uma tradição nesse tipo de ornamentação, atraindo muitos admiradores.

Sempre na sala de visita, em um dos cantos, móveis eram afastados ou retirados, com a finalidade de sobrar um grande espaço para a armação de todos os materiais: casinhas, enfeites, animais de barro, gesso e louça, samambaias, etc. Um grande espelho não podia faltar, em posição horizontal, representava água no lago, um estábulo com a manjedoura, mostrava o pequeno anjinho representando Jesus Menino, muitos se benziam ao aproximarem-se destes locais, em respeito. Coisas daquele tempo, hoje acredito que poucos locais ainda fazem presépios. Rezas e ladainhas eram comuns nessas casas. Que os mais antigos sustentem esta tradição, não deixando desaparecer de forma nenhuma.

 

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com