A A r

As Argolinhas de Tambaque

Valmir Simões

 

 

 

 

 

 

Aos sábados, na feira livre da nossa querida Itiúba, nesse tempo ainda funcionando nas imediações do Açougue Municipal, até o largo em frente à igreja, de tudo se vendia e era comum ver alguns comerciantes que armavam uma banqueta em forma de tripé e sobre ela abria uma maleta de cor preta, forrada de veludo vermelho, onde ficavam em exposição vários tipos de adornos confeccionados em ouro de baixo quilate, chamados por muitos como “Tambaque”, isto é, aquele ouro tinha uma mistura acentuada com o cobre, mas dava para enganar direitinho a freguesia, ainda mais que o preço era bem baratinho e ainda tinha a famosa pechincha. Eram correntes, brincos, pulseiras, anéis, letras do alfabeto e as famosas argolinhas com pedrinhas de várias cores. .


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com