A A r

Popozinha, a Namorada do Sulu

Valmir Simões

 

 

 

 

 

O amigo Bertinho retrata muito bem as andanças do Sulu por Itiúba (Conto 053). Durante vários anos essa figura de comportamento incomum, pela maneira de se trajar, chamava atenção das pessoas. Estatura mediana, calmo, pele clara, aparentava ser uma pessoa um tanto educada, pela maneira de se dirigir ao próximo, para pedir-lhe algo. Em razão da infinidade de roupas que usava, uma sobre as outras, parecia diminuir sua estatura e o corpo da cintura para baixo parecia alargado. Era, na verdade, uma pessoa única na maneira de se vestir.

A calça era amarrada com uma fina corda de sisal, onde eram pendurados um caneco e outros pertences. A aparência de higiene maior era com as mãos que eram lavadas a todo instante, seu rosto não demonstrava traços de sujo, no entanto outras partes do corpo, ninguém sabe as roupas encobriam. Quando era perguntado sobre sua namorada o primeiro nome que vinha na boca era a Popozinha do Cansanção. Será que foi essa, que mudou os hábitos do Sulu? Quando encontraram , com o aspecto completamente mudado, usando uma só roupa e um só chapéu?Será que realizou o sonho do matrimônio de fato com a Popozinha? O amor é cego.

 

 

 


Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho

fpcarvalho@globo.com