Na Época do Cinema

Valmir Simões

 

 

 

Ainda garotinho naquele tempo, tenho, ainda nos dias de hoje, boas lembranças de muita coisa, desde a confecção das tabelas à chegada dos filmes acondicionados em latas tipo formas de pizzas e dentro de um saco de lona que desembarcavam na Estação da Leste, onde alguém já estava aguardando.
O depósito que foi adaptado para acolher o cinema tinha mais ou menos essas características: frente para a Av. Getúlio Vargas, uma porta de enrolar na entrada principal, duas portas de madeira de cada lado, separadas ao meio, eram trancadas com suporte de ferro pela parte interna, assim como as janelas laterais que ficavam voltadas para o armazém de meu pai e, do outro lado, para a casa do Sinval.
As tabelas tinham estrutura de madeira leve e forro de compensado e, se não estou enganado, eram forradas com um tipo de papel grosso e sobre este eram aberto os letreiros e colados os cartazes. A tinta mais usada era o azul xadrez e o marrom. Lembro-me do saudoso amigo Zezito fazendo os letreiros, com muito esmero. Um pincel redondo e um copinho de vidro com tinta, eram o bastante.
A porta de enrolar, ao abrir-se, dava acesso a uma ante-sala onde de um lado estava a bilheteria, na parede lateral cartazes dos filmes que viriam a serem exibidos em breve, uma porta de correr, em madeira, dava acesso ao salão principal, antes porém, uma urna de madeira e uma pessoa para receber os bilhetes da entrada. Pela parte interna, ao lado da bilheteria, duas escadas de madeira davam acesso ao local das máquinas para exibição da película, ali também várias cadeiras para assento de familiares e convidados. Na platéia cadeiras centrais de madeira, com um relativo conforto, mas nas laterais, eram cadeiras mais rústicas. Uma ensurdecedora sirene localizada próximo ao telhado quando ligada, em vários locais da pequena cidade, todos sabiam que estava prestes a dar inicio a mais uma exibição do filme anunciado. Para quem não conheceu o nosso Cine-Itiúba, aí está um relato de mais ou menos como era, naquele tempo, a casa de diversão dos cinéfilos da época.


 



IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com