O Sino da Igreja

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

O som do sino da igreja de Nossa Senhora da Conceição em Itiúba, importado no século XVII de Lisboa em Portugal, foi muito tempo considerado o mais bonito e harmonioso, superando os de todas as cidades vizinhas, inclusive o da Catedral da cidade de Senhor do Bonfim, que é muito maior. O segredo talvez fosse a têmpera refinada do bronze colocada pelo artesão português que o construiu, ou também a sua localização bem no topo da alta torre da Igreja que lhe dava uma melhor acústica e era ouvido a muitos quilômetros de distância. Embora alguns sons de sino tenham algo de tristeza, o da velha Igreja de Itiúba, ao contrário, transformava-o em harmonia.
Mas isto foi só até quando resolveram modificar o velho sino transformando-o no sistema de carrilhão europeu em que o mesmo fica rodando, enquanto o badalo fica batendo em suas laterais, ao contrário de quando o sino ficava imóvel e o badalo era acionado suavemente por um fina corda pelas mãos treinadas do sacristão. Para quem conheceu de perto, como eu, posso dizer que a diferença de som é lamentável.

 


 






 


 








 




 



IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com