Bertinho 80 Anos

Fernando Pinto de Carvalho

 

 

O nosso irmão Bertinho estará completando 80 anos de idade no próximo dia 16 de junho.

Bom filho, bom esposo, bom pai, bom irmão e bom itiubense. Esta é uma definição que mostra o carinho e a dedicação dele para com a família e sua terra natal. Mas a bondade dele não é apenas com os familiares mais próximos. Avós, tios, primos, sobrinhos, colegas, amigos, conhecidos e até desconhecidos também foram ou são merecedores da benevolência e da sua palavra sábia e amiga, quando necessárias.

Lembro-me que nossa saudosa e querida mãe o adorava e quando tinha crises de dor-de-cabeça e hipertensão melhorava imediatamente, bastava ele chegar a nossa casa para ficar ao lado dela. Nosso saudoso pai também o adorava. Para nós, seus irmãos, ele é o nosso segundo pai, que sempre nos orientou e nos aconselhou. Embora sejamos hoje, com exceção apenas da irmã mais nova, sexagenários e setuagenários, ele ainda é o nosso orientador e conselheiro, utilizando-se da sua inteligência, experiência e capacidade de comunicação.

Ainda bem jovem trabalhei com ele na Coletoria Federal de Itiúba, período no qual aprendi muitas coisas que, acredito, levaram-me a progredir no trabalho no BNH e na Caixa Econômica Federal.

Ainda moço já se preocupava em proporcionar informações e cultura a sua amada terra natal Itiúba. Foi um dos fundadores da Rádio Cultural, foi distribuidor da revista "O Cruzeiro", numa época em que o trem era o único meio de transporte entre a cidade e a capital do Estado. Foi proprietário do cinema local e ainda montou centenas de rádios à pilha que foram vendidos na cidade quase a preço de custo, no tempo que o aparelho era caro e raro. São coisas simples, porém, já antecipavam a sua vontade de ajudar a sua cidade.


Foi nomeado Coletor Federal de Itiúba e logo depois foi chamado para exercer funções mais importantes em todo o Brasil, estabilizando-se, no final, no cargo de Delegado do Ministério da Fazenda da Bahia e Sergipe, até a aposentadoria.

Mesmo longe de sua terra nunca a esqueceu e procurou, utilizando-se da sua posição e dos seus vastos relacionamentos, sempre ajudar os itiubenses proporcionado-lhes emprego na capital do estado, onde ganhavam experiência e recebiam treinamento para a luta na cidade grande.

Embora tenha recebido convites para candidatar-se a Prefeito de Itiúba, ele nunca quis ser político. Em 1958, quando tinha 28 anos de idade, foi escolhido pelo nosso tio Belarmino Pinto de Azeredo, que era o Prefeito da época e um influente chefe político local, para ser o candidato a sua sucessão. Ele então, educadamente, mostrou ao tio , por quem tinha grande estima e admiração, que embora amasse bastante a sua terra, desejava ajudá-la de outras maneiras e sugeriu o nome do nosso cunhado Wagner Mello Santos, que foi o candidato eleito. De lá para cá outros convites surgiram, mas ele nunca se candidatou.

Não vou fazer aqui uma longa lista de tudo que ele fez e continua a fazer pela nossa cidade e pela nossa família, mesmo porque, por ser irmão e gostar muito dele, eu sou “suspeito”. Quero apenas dizer, finalizando: Parabéns Bertinho pelos seus 80 anos!!! Continue por muitos anos com esse franco, bonito e alegre sorriso no rosto que isso já é o bastante para nos fazer felizes.


 


IR PARA O ÍNDICE DAS CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com