Goleiro Espalhafatoso

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

Durante a campanha política para prefeito de 1958, o candidato Wagner Melo Santos promoveu um acirrado e animado campeonato de futebol incluindo os povoados mais próximos, fornecendo gratuitamente bolas e uniformes para os jogadores. Foi notadamente um grande acontecimento esportivo na época, contagiando toda a população. Há quem diga que esta “jogada de marketing” do novo politico que surgia foi a principal causa de sua vitória.

Não faltaram voluntários para jogar nas várias posições, que os treinadores dos times da cidade se deram ao luxo de escolherem os melhores e rejeitarem os menos cotados. Foi o caso do Armando do João do Rio, que embora nunca tivesse jogado futebol, queria uma vaga de goleiro. Inconformado com sua rejeição nos clubes da cidade, ele se ofereceu ao time do povoado de Picos, onde surpreendeu todo mundo. Primeiro, por sua indumentária multicolorida e espalhafatosa.  Segundo, fazendo as mais difíceis e incríveis defesas, sendo considerado o melhor goleiro do campeonato e o melhor pegador de pênaltis. O que ninguém descobriu é como ele fez tudo aquilo se nunca tinha jogado futebol antes.   Pena que seu time não tenha sido campeão, porque seus atacantes não eram tão bons quanto  seu goleiro.

 

 

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com