Caixeiros Viajantes

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

Nas décadas de 1940 até 1960, o movimento destes itinerantes representantes comerciais foi intenso nas cidades do interior da Bahia, principalmente os do ramo de tecidos, calçados, armarinho, chapéus e sombrinhas, e em Itiúba não foi diferente. Para suas rotineiras viagens de visitas de negócios com os comerciantes locais, eles e seus coloridos, grandes e pesados baús com os mostruários das mercadorias, chegavam pelos velhos trens de passageiros da Viação Férrea Federal Leste Brasileiro (VFFLB).

Em Itiúba, os carregadores Cândido (apelidado de Calango), o Melé e o Beijá, eram sempre os preferidos dos “Mascates” para transportar seus baús de loja em loja pela cidade, e levá-los de volta a estação do trem no final do dia.

 

 

 

 

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com