Ventríloquo

Antônio Ricardo da Silva Benevides

 

 

 

 

Eu ainda era criança, todavia freqüentava a feira livre de Itiúba, que ainda hoje acontece aos sábados.
Mesmo contra a vontade de meus pais, comprei um carrinho de madeira com quatro rodas, com a finalidade de fazer carretos para algumas donas de casa. O pouco dinheiro que eu ganhava, era suficiente para eu comprar e colecionar minhas revistas do Tio Patinhas, Pato Donald, Zé Carioca e muitas outras.
Certo dia, no Largo da Matriz, uma aglomeração de pessoas me chamou atenção, chegando lá, deparei-me com um senhor gordo e careca, trajando camisa e calça preta e um colete  vermelho, ele segurava com a mão esquerda um boneco preto, que parecia que respondia as suas perguntas, o boneco se chamava Benedito.
Anos mais tarde , fiquei sabendo que se tratava de uma pessoa que sabia falar mudando a voz e sem abrir os lábios como se o som partisse do boneco Benedito.
Isso se chama “Ventríloquo”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com