Pernas de Pau

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

Todos os circos que percorriam o interior da Bahia tinham sempre um palhaço com pernas de pau, às vezes, de até dois metros de altura, encarregado de desfilar alegremente pelas ruas das cidades em que chegavam, para anunciar seus espetáculos e atrações. Em Itiúba, os garotos principalmente os mais humildes, ganhavam entrada grátis para participar ativamente dos cortejos juntos com o espalhafatoso palhaço batendo palmas e cantando uma velha canção circense que dizia assim: “Hoje tem espetáculo? tem sim senhor. Às oito horas da noite? tem sim senhor. E o palhaço o que é? é ladrão de mulher!”. Como havia espetáculos todas as noites, o incansável palhaço tinha que fazer seu chamativo desfile com a gurizada todas as tardes, com exceção dos sábados por causa da feira livre, e o consequente perigo de escorregão nas inevitáveis cascas de bananas atiradas às ruas, o que poderia provocar sua queda com consequências graves. As crianças é que não gostavam desta interrupção, pois não ganhavam sua entrada para as sessões dos sábados.

 

 

 

 

 

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com