Cavalo Desembestado

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

Como era grande a movimentação de animais de montaria no município, até a década de 1950, também era comum presenciar cenas de cavalos mais ariscos fugirem ao controle de seus proprietários ou condutores, e saírem correndo desembestados pelas ruas da cidade causando sérios transtornos e, inclusive, levando perigo às pessoas, principalmente durante os dias da realização da feira-livre. E, de fato, foram mesmo registrados na época, casos de crianças e adultos pisoteados pelos animais, alguns até com consequências graves. Na verdade, era até um autêntico paradoxo, porquanto existiam apenas três ou quatro velhos carros na cidade que não ofereciam nenhum perigo aos transeuntes, mas estes eram atropelados pelos animais nas vias públicas.

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com