O Progresso

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

Até a década de 1960, todos os fogões da cidade eram à lenha, não havia água encanada nem telefone, e a energia elétrica era fornecida pela Prefeitura Municipal com um velho motor Caterpillar, que só funcionava das 18,00 até ás 22,00 horas, e o único meio de transporte para Salvador era o trem de passageiros. Somente a partir de 1970 chegou o fogão a gás, e a empresa de ônibus Santo Antônio começou a circular para a capital duas vezes por semana, uma via Queimadas e outra via Capim Grosso, e a energia elétrica do Sistema de Sobradinho só chegou em 1982 e o telefone e a água encanada só chegaram na década de 1990.




 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com