Capitão sem Patente

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

Na velha cidade em que quase todo mundo tinha um apelido, alguns até que ninguém nem sabia a sua origem, um dos mais conhecidos foi o do jovem Pedrinho, que era chamado de “Capitão”. Quem não soubesse que se tratava de um mero apelido, e ouvisse seus amigos o chamarem assim, ficava imaginando tratar-se de um graduado militar a paisana no meio da rapaziada itiubense, ou ficava intrigado vendo-o também costurando roupas na alfaiataria do Joãozinho, ou fazendo embaixadinhas com a bola vestido com a camisa da seleção de futebol da cidade, da qual foi seu meia-esquerda, mas curiosamente, não era o capitão da equipe.




 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com