As Roupas dos Coronéis

Valmir Simões

 

 

 

Naquele tempo, mesmo ainda menino, conheci alguns Coronéis, Capitães, ou Majores, todos eles ostentavam títulos oriundos de patentes compradas ou adquiridas por interferências políticas. Uma coisa sempre me chamava atenção, na sua maioria, vestiam roupas na cor branca de puro linho “Diagonal”, camisas do puro tricoline ou cambraia, calças folgadas que tremulavam ao vento, engomadas com o puro espermacete ou parafina. O tradicional chapéu de baeta fazia parte da indumentária. Lembro-me que o Cel. Ramirão era usuário do famoso baeta tipo “Cunca”, era o único em Itiúba que tinha esse tipo de chapéu que, por sinal, ficava engraçado, muito parecido com o chapéu do ator “Carlitos”, os demais eram, fãs do tipo Ramenzoni ou Prada. Os engraxates da época lucravam bons trocados ao darem um brilho especial nos sapatos Clark dos “meus senhores”.





 


 

 




 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com