O Caderno de Recordações

Valmir Simões

 

 

 

Quem estudou naquele tempo deve lembrar-se de um caderno que passava de mão em mão para os colegas deixarem uma mensagem, geralmente de elogio para o dono ou dona do caderno, onde citavam beleza, comportamento, amizade em sala de aula, educação com as pessoas, etc. Pura coisa de adolescentes que não tinham o que fazer e inventavam essas bobagens. Imagine o caderninho nos dias atuais disputando com Orkut, Facebook, e-mails, etc. Ainda bem que sumiu bem antes da Internet, o próprio tempo se encarregou de tirar de circulação.

 



 

 





 


 

 




 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com