O Pião e a Carrapeta

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

Dois brinquedos que, no meu tempo de criança em Itiúba, foram muito usados pela gurizada e eram feitos pelo Danduzinho no torno de marceneiro de seu pai, Seu Nenen. O pião com seu inconfundível formato de um cone com ponteira de ferro e uma linha para acioná-lo, sua principal participação na brincadeira era rodar dentro de um círculo e não morrer como se dizia. Tinha que sair do tal circulo antes de parar de rodar. Isto era chamado de “retirada”. Se o pião não fizesse a tal retirada, seria massacrado pelos próximos a serem lançados no círculo. Já a carrapeta, que também tinha o formato de um cone mas era de tamanho menor, não tinha ponteira e não precisava de linha. Para fazê-la rodar bastava prendê-la entre os dedos, médio e polegar, e dar um ligeiro torque. Ganhava o jogo, a carrapeta que rodopiasse por mais tempo dentro do círculo, e ao contrário do pião, não podia sair do mesmo. A turma adepta dos dois jogos dizia que o pião rodava e a carrapeta rodopiava.


 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com