O Show da Meia-Noite

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

Alguns Parques de Diversões, principalmente os maiores que passavam por Itiúba até a década de 1960, além de suas costumeiras atrações como carrossel, barquinhos, balanços, bambolê, tiro ao alvo, quermesses, e a tradicional roda-gigante, ofereciam também um pequeno show, grátis, sempre a partir das 23 horas, em um improvisado palco de madeira, com artistas como cantores, músicos, ventríloquos e dançarinos, com a intenção de atrair mais pessoas e mantê-las por mais tempo na praça, e o resultado era sempre satisfatório para seus proprietários, pois quase ninguém queria perder um espetáculo de graça. O problema era que, como a iluminação pública gerada pelo velho motor Caterpillar da Prefeitura era somente até às 22 horas, todo mundo tinha que voltar para casa no escuro porque a iluminação própria dos parques resumia-se apenas aos seus equipamentos na praça.


 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com