Raios, Relâmpagos e Trovões

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

Raio é uma perigosa descarga elétrica que se produz na atmosfera pelo contato entre uma nuvem de chuva e a terra, cujo fenômeno provoca o clarão conhecido como relâmpago e a fortíssima onda sonora chamada trovão, devido ao seu deslocamento no ar.

Consequentemente, Itiúba com seu formato de um caldeirão como dizia o cangaceiro lampião, cercada de serras, matas e pedras, e contando apenas com a frágil proteção de um obsoleto para-raios na torre Igreja, sempre foi castigada pelo fenômeno que invariavelmente causava medo e danos, e há registros de muitos casos graves ocorridos na cidade inclusive, até com mortes de pessoas.


As trovoadas em Itiúba, até o final da década de 1960, eram regulares e intensas e, às vezes, até causavam transtornos a sua população, quando rios e riachos transbordavam, e era comum a cidade ficar isolada pois não existiam ainda as pontes sobre o rio Itapicuru-Mirim, na estrada para Filadélfia, nem sobre o rio Jacurici, após o sangradouro do açude de Camandaroba, e a situação permanecia assim por vários dias ou semanas, até que as águas baixassem.

Nessa situação, o único meio de transporte para sair da cidade era o velho trem de passageiros, porque sua linha não cruza com os citados rios. Se alguém precisasse ir para Cansanção ou Monte Santo, por exemplo, teria que ir primeiro de trem para Queimadas. O mesmo se aplicava para quem quisesse ir para Filadélfia ou Ponto Novo. Teria que ir primeiro para Quicé ou Senhor do Bonfim.

Em compensação, quando o Açude do Coité transbordava, proporcionava o bonito espetáculo de suas águas correndo mais de vinte quilômetros enchendo uma a uma, as centenárias e profundas cacimbas entre seu percurso, até o açude do Jenipapo. E neste, o espetáculo era ainda mais bonito, porque as águas passavam diretamente por cima de sua barragem de pedra e cimento, em forma de cascata e se transformava no local preferido de lazer da cidade, principalmente de sua jovem, pacata e alegre rapaziada.

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com