O Pão de Itiúba

Ewerton Cerqueira

 

 

 

A velha memória não para de recordar das coisas engraçadas da nossa terra. Naqueles bons tempos, na querida Itiuba, nos dias de sábado, um velho conhecido saía empurrando um enorme carro-de-mão feito de um tipo de madeira possante para suportar o peso da barrica do famoso espumante popular mais conhecido por “Gengibirra”. Cedinho da manhã ele, o Euclides, lá estava no seu antigo ponto de venda, ali entre a Farmácia do Soares e a loja do Sr. Augusto Moura. A higiene passava bem distante daquele local, meio de feira já se sabe como é, mosca, lixo e sujeiras diversas, caminhavam de braços dados. Apesar de tudo isso a tal beberagem era muito consumida por todos. Tive amigos que tentaram descobrir o segredo manipulando uma fórmula que não deu certo, na verdade não iriam fazer concorrência, era para ter em casa para consumo próprio. Não tenho notícia de que alguém ficou com a receita e que esteja explorando a venda, nos moldes daquela época, ou se a fórmula foi no caixão com o dono? Uma boa pergunta.

 


 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com