Ensopado de Burrego

Valmir Simões

 

 

 

 

 

Às vezes fico imaginando como era a nossa alimentação naquele tempo, fazendo uma comparação com os dias atuais. Como já citei em contos anteriores, o armazém do meu pai ficava a poucos passos do velho Açougue Municipal. Ali vendiam-se carnes de gado, de porco,de carneiro, etc.

A carne de carneiro era muito apreciada na nossa casa e tinha um açougueiro, nosso amigo que vendia um tipo de carne especial, de carneiro precoce, mais conhecido como "Burrego" que para um ensopado não tinha nada igual. O tal ensopado, se fosse nos dias atuais, detonava o colesterol de qualquer individuo, pois todo o caldo, era mexido em uma panela à parte com farinha de mandioca e tudo se transformava em um pirão de um sabor inigualável.

Com esta idade, não tenho mais condições de me defrontar com este tipo de comida. Portanto fico aqui lambendo os dedos, e morrendo de vontade do ensopado de burrego.


 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com