O HOMEM DO SPUTINIK

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

 

 

Foi na década de 1960 que realmente aumentou o surgimento de Discos Voadores pelo mundo, coincidentemente após a experiência do russo Yuri Gagarin ao dar a volta em órbita da terra em seu Sputinik, e com a chegada do americano Neil Armstrong à lua, graças ao arrojado projeto Apolo da NASA.

Na época, muita gente começou a alardear ter visto os tais objetos luminosos nos céus da velha cidade, porém o mais obcecado pelo assunto foi mesmo o Enoque do Honorato. O moço se entusiasmou tanto, que passava muitas noites, sem dormir, no velho pontilhão da estrada de ferro que ficava perto de sua casa, na esperança de localizar algum OVNI e seus tripulantes.

Quando alguém lhe perguntava se já havia visto alguma coisa naquelas noites insones, ele sempre alegava que sim, mas não dava maiores detalhes. E como o pontilhão que ele usava como ponto de observação ficava pertinho do cemitério da cidade, seus amigos começaram a achar que ele com suas pesquisas noturnas, estava vendo eram almas do outro mundo, e não seres de outros mundos.

 

 

 

 

 

 

 


 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com