O PENICO DO CARNAVAL

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

 

 

No carnaval de rua de 1955, surgiu em Itiúba um bloco que, se não foi o mais animado, foi o mais curioso e o que mais chamou a atenção na cidade. Liderado pelos jovens itiubenses Antoninho do Álvaro, Antoninho do Soares, Vavá Simões, Mariano Castro, Raimundo Barateiro e o Banduca, o seu sucesso deveu-se a genialidade de seus criadores, utilizando-se de penicos novos (é bom que se diga), cheios de cerveja e recheados de salsichas que eram degustadas com auxilio de uma colher e um garfo, ao ritmo da música da orquestra.

E assim, quem aderiu ao inusitado bloco logo descobriu a intenção de seus criadores, que era provocar propositalmente, a semelhança entre o conteúdo do estranho adereço carnavalesco com o do verdadeiro que se destina aos penicos, daí a grande adesão da maioria absoluta dos foliões itiubenses.

 

 

 

 

 

 

 


 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com