PROFESSOR GOLFINHO

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

 

 

O grande estúdio cinematográfico de Hollywood criou o desenho animado de sucesso, “Professor Pardal” e a velha Itiúba conviveu com seu “Professor Golfinho”. Porém, enquanto o fictício personagem de Walter Disney vivia inventando coisas absurdas que não serviam para nada, o itiubense, ao contrário, cumpria o mais nobre dos ofícios que é lecionar. Ele era um dedicado funcionário público municipal que ensinava na única escola do povoado de Picos para onde se deslocava diariamente, ás vezes, até mesmo a pé. Ganhou o estranho apelido em decorrência de sua exagerada magreza, que logo foi comparado a planta aquática que tem esse nome, leve e extremamente fina, que se desenvolve flutuando nas águas paradas de tanques, açudes e cacimbas da região. Mas, cioso de suas responsabilidades de professor, o moço mostrava toda a sua educação aos gozadores, ignorando as brincadeiras a seu respeito, e sempre elegantemente trajando roupas brancas, cumpria sua nobre missão junto às crianças.

 

 

 

 

 

 

 

 


 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com