PANELA VELHA

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

 

Até o inicio da década de 1950, todas as cozinhas da cidade ainda utilizavam o velho e fumacento fogão à lenha com sua chaminé sobressaindo do telhado, e também as tradicionais panelas de barro que eram feitas pelos oleiros da fazenda Tapera, e vendidas no meio da feira-livre.

Contando isso, pode até parecer história da carochinha para aqueles que já nasceram na época do eficiente e cômodo fogão a gás e da moderna panela de alumínio, porém é bom lembrar, que, como diz uma música de sucesso do cantor sertanejo Sérgio Reis, “Panela velha é que faz comida boa”.

 

 

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com