I

FEIRA LIVRE

Egnaldo Paixão

 

 

 

 

 



Do beco do Jipe e descendo mais
encontram-se CD`s DVD`s sapatos e roupas
pilhas e rádios gravadores baratos e falsificados.

Descendo um pouco mais e pendendo
para a esquerda chega-se à terra dos macacos:
montes e montes de bananas,
todas criadas na barragem do Ponto Novo,
com agrotóxico e tudo.

Conjugado a esta há uma variedade de outras frutas,
mirradas e caras por falta de chuvas, chegadas
de Juazeiro e também de perto.

Mais embaixo, a Pindoba impera:
é a parte clara e fugidia
da feira farinha de mandioca
massa para beijús, que também vêm prontos...

Gosto do que vem da Fazenda do Estado,
porque não tem veneno e as pessoas mais politizadas
parecem alegres e passam isso...

As frutas da Serra de Itiúba foram dizimadas
pelas secas. Há quatrocentos anos
o povo vive esperando pela chuva e a terra.

A parte do sacrifício fica em frente e no interior
do Mercado Joviniano Carvalho. Uma violência contida.
Aqui e ali uma expressão morta de extrema dor,
carnes amontoadas, sangue escorrendo, gritaria,
facas e facões amolados, uma festa macabra quase...

Curto muito os meninos e seus carrinhos
em fila esperando fretes.

Há os decididos que sem um argumento
aceitam o encargo.

Há os especuladores: "para onde é...?
nestes, evidencio sabedoria e preguiça.

Para não brigar, estudo antes suas personalidades,
mas sempre dou de cara com o preguiçoso...


 

 

 

 

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com