I

LADRÃO DE GALINHA

Hugo Pinto de Carvalho

 

 

 

 

 



Ladrão, sempre existiu em todo lugar. Porém, ladrão de galinha só mesmo em pequenas cidades do interior como em Itiúba até a década de 1960.

Como a cidade sempre foi pobre, e naquela época ainda era muito mais, os malandros se viravam roubando as “penosas” dos quintais alheios para comer ou vender,  e raramente eram descobertos. E quando acontecia um ser preso pela policia era a maior surpresa pois, ás vezes, descobria-se ser uma pessoa bastante conhecida na cidade de quem ninguém suspeitava, e aí não tinha jeito. Encarcerado e humilhado o chamado ladrão de galinha (a mais baixa classe dos gatunos), tinha mesmo que se mudar do município quando saía da prisão.

 

IR PARA O ÍNDICE DE CRÔNICAS DESTE AUTOR
IR PARA O ÍNDICE POR ASSUNTO
IR PARA O ÍNDICE POR AUTOR
IR PARA O ÍNDICE GERAL

 

Itiúba do meu Tempo - Fernando P. de Carvalho


fpcarvalho@globo.com